Destaques

Últimas Notícias

Publicada em 19.06.2013 ás 17:06

MAURITI: Presos após explosão do BB confessam envolvimento no crime

Por:

Célio e Gineson foram presos em Penaforte (Foto: Agência Miséria)

Já foi identificada a dupla presa após a explosão do setor de caixas automáticos da agência do Banco do Brasil de Mauriti ocorrida na madrugada desta quarta-feira. Célio Roberto Martini, de 36, e Gineson Gomes da Silva, de 25 anos, ainda foram perseguidos e trocaram tiros com a polícia depois da suposta troca de carros. Segundo a polícia, Célio reside em Petrolina (PE) e seu comparsa em Natal (RN).

A prisão dos dois se deu após uma tentativa de furar uma barreira montada por agentes da Polícia Rodoviária Federal nas imediações de um posto da SEFAZ em construção no município de Penaforte. Provavelmente, a dupla seguia para o município de Petrolina, mas a polícia não encontrou dinheiro cm os dois que confessaram a responsabilidade da dinamitação da agência que funciona no centro de Mauriti.

Ambos foram autuados em flagrante na Delegacia de Polícia Civil de Brejo Santo. Agora, segundo o Capitão L. Rodrigues, o trabalho será no sentido de identificar e descobrir o paradeiro dos outros dois responsáveis pelo assalto. A gerência do Banco do Brasil de Mauriti ainda não revelou o montante levado pelo bando. Os dois presos estavam com uma pistola 9 mm e roupas camufladas do Exército em um Fiat Strada de cor prata e placas de Aracaju (SE) e um Pólo da mesma cor e placa de Recife (PE).

Agência Miséria

Comentarios